domingo, 16 de junho de 2013



"Se eu me deitar aqui... se eu apenas me deitar aqui...
Você deitaria comigo e apenas se esqueceria do mundo?
Eu não sei direito como dizer, como me sinto...
Aquelas três palavras são ditas demais, mas elas não são o bastante...
Se eu me deitar aqui... se eu apenas me deitar aqui...
Você deitaria comigo e apenas se esqueceria do mundo?
Esqueça o que foi dito antes de ficarmos muito velhos, mostre-me um jardim que está se abrindo para a vida...
Eu preciso da sua graça para me lembrar de encontrar a minha...
Se eu me deitar aqui... se eu apenas me deitar aqui...
Você deitaria comigo e apenas se esqueceria do mundo?
Tudo que eu sou, tudo que eu sempre fui está bem aqui em seus olhos perfeitos, eles são tudo o que eu consigo ver...
Eu não sei onde, tb estou confuso sobre o "como" ... apenas sei que estas coisas nunca mudarão pra nós!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário