quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Chove lá fora...



Chove lá fora,
E pinga, aqui dentro, um aguaceiro.
Já nem sei se chove,
fora ou dentro,
ou é meu coração
que goteja de saudade.

Meu pranto
rasga uma tempestade;
o peito
relampeja seu nome...
Águas inundam a cama...
Não sei se choro
ou se chove em mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário