quarta-feira, 18 de maio de 2011

...


Estou cansada de viajar dentro mim...
Dessa solidão...
Quero conhecer o mundo lá fora...
Triste dia, que me fez acordar com cara feia e torta, com poucas palavras e respostas curtas. Hoje levantei não quis me olhar no espelho, sem vontade de conversar, fui eu tentando encontrar forças, não gosto nada disso, mas não sei esconder.
Para aqueles que eu amo, eu fui gentil, sorri, e fiz toda à parte da boa educação.
Estou revoltada e confusa, não cabe mais dentro de mim tamanha emoção, me incomoda e eu não sei o que fazer.
Sou uma mulher, com suas fases, com sua lua, com seus sonhos, com suas angustias, angustias que não se sabe porque as atura. Aperta-se, se omite como um ladrão que foge.
Tem medo, tanto medo como ter o diabo da cruz, mas tem a capacidade tão forte de aturar, da aonde vêem tanta? Não sei dizer se é por amor, medo, pena ou ignorância. Que drama faz somente por um dia ruim, afinal é só um dia e alguns sentimentos.

*Hoje literalmente não to bem!!!
Não quero que a depressão volte...
Mas a vontade de estar só, de não ver ninguém, apenas ficar no escuro deitada, passeando pelos meus pensamentos, passado, presente... E fantasiando coisas que talvez nem irão acontecer tem tomado conta de meu ser.
Não sinto vontade de sair, de conversar, parece que estou oca...
Por mim ficaria deitada o dia, a tarde, a noite toda!
As decepções. A necessidade de ser alguém que jamais serei.
Talvez de ser amada... por pessoas que jamais demonstraram sequer alguem apreço por mim. Que me feriram e por mais que diga que não, a ferida continua aqui, ardendo, machucando.
As vezes sinto vontade de sumir.
Acho que tudo seria mais facil.
Me sinto um encaixe errado do quebra-cabeça.
Parece que sou de outro planeta.
Pensamentos ruins... enfim...
Prefiro nem escrever mais por hoje.
Quero que isso passe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário