terça-feira, 15 de junho de 2010

ÁS VEZES EU QUERO FUGIR


Entre o silêncio e a solidão,
Entre o medo e a escuridão,
Minhas palavras se perderam,
Minhas lágrimas secaram.

Em mim,
Uma dor,
Sem fim,
Que me sufocava aos poucos.

Tem horas que falta uma razão,
Para viver,
Falta uma razão,
Para lutar, para sonhar.

Tenho todos os motivos para sorrir,
Poderia fingir,
Ou até mentir,
Mas falta algo em mim.

Faltam-me razões,
Faltam-me sensações,
Às vezes sonho que posso tirar meus pés do chão,
Que um anjo segura minha mão.

Às vezes bate uma vontade de chorar,
Cada vez que tenho que te olhar,
E não posso me aproximar,
Que diante da alegria de te ver tenho que me calar.

Sentir,
O que posso sentir?
Se num segundo tudo pode acabar,
Não vou ter como fugir.

Fugir dos meus medos,
Fugir da alegria do teu sorriso,
Fugir do teu olhar,
Queria fugir, queria te apagar de mim!


Autora: Ana Maria Carvalho



*Hoje acordei assim, querendo fugir de certas coisas, ir pra bem longe, viver uma nova vida...

Longe de tudo e de todos... Nós temos essa mania, quando algo nos deixa mal, quando tudo parece dar errado, a única solução que encontramos é : FUGIR
Dos sentimentos, das pessoas, dos lugares e de nós mesmos.
Paremos então de fugir, de negar sonhos, desejos e sentimentos!
Na teoria tudo se torna facil.
Agora na prática....

Nenhum comentário:

Postar um comentário